Cabras voltam à Serra de Aire para conservar habitats prioritários e prevenir fogos

Está em curso desde o dia 1 de Janeiro deste ano o projecto Life+ “Habitats Conservation” – Conservação de Habitats naturais e semi-naturais na Serra de Aire e Candeeiros, cujo objectivo central consiste em conservar quatro habitats prioritários: Prados rupícolas calcários, Arrelvados xerófilos, Arrelvados ricos em orquídeas e Lajes calcárias (ver abaixo designação científica).

 

 

Quais os objectivos do projecto?

As acções previstas serão executadas na Serra de Aire, nas freguesias de Fátima e de Pedrógão (concelhos de Ourém e Torres Novas, respectivamente). A gestão será efectuada através do controle selectivo da vegetação herbácea e arbustiva, utilizando meios mecânicos, bem como recorrendo ao pastoreio extensivo com cabras de raça serrana (variedade ribatejana), adequando estas acções às necessidades de conservação dos valores em presença. Será também incentivada a colheita sustentável e a comercialização de plantas aromáticas, medicinais e condimentares. Pretende-se ainda que o projecto envolva parceiros locais, demonstrando que é possível conservar a biodiversidade recorrendo ao uso sustentável dos recursos naturais, de forma a garantir suporte económico para a continuação das acções de conservação a longo prazo.

 

Quais as acções previstas?

Numa fase preparatória, foram efectuados estudos de caracterização da situação de referência, recorrendo à elaboração de uma cartografia pormenorizada dos habitats e das espécies com vista a identificar as áreas mais relevantes, mais sensíveis e prioritárias ao nível da intervenção. No seguimento destes estudos preliminares, será elaborado um plano operacional para a implementação do projecto. Foram entretanto celebrados contratos de custódia com as entidades gestoras dos terrenos (as Juntas de Freguesias de Fátima e de Pedrógão). As acções de gestão activa dos habitats serão efectuadas de forma faseada, com controlo de vegetação subarbustiva e arbustiva nas áreas onde se verifique a ausência dos factores naturais de perturbação que travem a progressão sucessional. Para tal recorrer-se-á sempre que necessário à utilização de meios mecânicos em primeiro lugar, visando preparar a seguinte intervenção com auxílio de rebanhos constituídos por gado caprino, bem como à colheita de plantas aromáticas, medicinais e condimentares. A utilização com meios mecânicos não será realizada indiscriminadamente, sendo definido para cada valor natural o tipo de intervenção mais adequado. 

 

Após esta primeira fase, iniciar-se-á o pastoreio com 400 cabras serranas (200 em cada local de intervenção), um caprino autóctone, numa base tradicional e com condicionamento do encabeçamento. A actividade de pastoreio será contratualizada com as Juntas de Freguesia de Fátima e Pedrógão – entidades apoiantes - segundo um plano de acção sujeito a alterações sempre que a avaliação resultante da monitorização do estado de conservação e da eficácia das medidas de gestão anual dos habitats assim o exija. Esta monitorização será realizada pela equipa do projecto e acompanhada por uma entidade científica especializada, o Centro de Biociências do ISPA – Instituto Universitário. De forma a assegurar o mosaico de habitats, e a permitir condições adequadas à presença de algumas comunidades da fauna e da flora, o acesso do gado será condicionado de forma permanente ou sazonal, sempre que se verifique que o pastoreio constitui uma actividade desfavorável ou mesmo destrutiva, nas áreas de ocorrência das seguintes espécies do Anexo II da Directiva Habitats: Arabis sadina, Coincya cintrana, Iberis procumbens subsp. microcarpa, Saxifraga cintrana, Narcissus calcicola, Silene longicilia, entre outras. Com este fim serão ainda criadas charcas e ou bebedouros para proporcionar água, alimentação e refúgio a algumas espécies da fauna e para apoio ao gado.

 

Dinamizar actividades económicas compatíveis com a conservação da biodiversidade

Em paralelo com a intervenção nos habitats, o projecto pretende incrementar a sustentabilidade económica de actividades com interesse para a conservação, valorizando e promovendo a certificação biológica de produtos como o cabrito, as plantas aromáticas, medicinais e condimentares, e, numa fase posterior, o queijo. Desta forma, procurar-se-á dinamizar, de forma gradual, a criação de uma economia de simbiose alicerçada na melhoria da qualidade de vida dos intervenientes e que permita no longo prazo a recuperação e conservação dos habitats prioritários.

 

Em paralelo com todas estas intervenções, serão desenvolvidas diversas acções de divulgação do projecto, com recurso a diferentes estratégias de informação, incluindo um programa de acção junto das escolas da região, procurando assim estimular o espírito de pertença e de ligação das comunidades locais com o seu património natural, a biodiversidade e as suas tradições culturais.      

Este é um projecto comparticipado pelo Programa Life+ da União Europeia, que está a ser dinamizado no Sítio de Interesse Comunitário “Serras de Aire e Candeeiros”, pretendendo-se que seja um contributo importante para a implementação da Rede Natura 2000.

 

Para mais informações sobre o projecto pode ser visitado o sítio electrónico: www.habitatsconservation.org

 

Lisboa, 15 de Novembro de 2011

 

A Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

 

Habitats a conservar:

[(6110) *Prados rupícolas calcários ou basófilos da Alysso-Sedion albi, (6210) prados secos seminaturais e facies arbustivas em substrato calcário (Festuco-Brometalia) (*importantes habitats de orquídeas), (6220) *Subestepes de gramíneas e anuais da Thero-Brachypodietea e (8240) *Lajes calcárias].

 

Para mais informações sobre estes habitats, visitar:

http://www.icn.pt/psrn2000/caract_habitat.htm#habitats_6

 

 

 

Apoios:

 

 

J.F. de Fátima   J.F. de Pedrogão

 

 

 

Share

Quercus TV

       

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb