Prémio Quercus para Carlos Pimenta e Luísa Schmidt

A Quercus, a organização não governamental de ambiente com maior intervenção à escala nacional, comemora o seu 25º aniversário no próximo Domingo, dia 31 de Outubro, com a realização, no Parque Biológico de Gaia, de um congresso e um jantar comemorativo onde será atribuído o Prémio Quercus 2010.

 

A Quercus estará reunida em congresso no próximo fim-de-semana (30 de Outubro a 1 de Novembro), no Parque Biológico de Gaia, para comemorar o seu 25º aniversário. O congresso é dirigido aos sócios e tem por objectivo reflectir sobre a intervenção da Associação, a que tem sido desenvolvida e, principalmente, a que deverá pautar o seu futuro. As discussões temáticas e transversais a promover durante o Congresso procurarão definir o caminho estratégico da Quercus para a próxima década.

 

A Quercus tem constituído uma referência de intervenção ambiental ao longo da sua existência, com uma análise crítica e participada sobre as opções políticas e da sociedade portuguesa nos domínios do ordenamento do território, conservação da natureza, energia e alterações climáticas, recursos hídricos, resíduos, entre outros. A sua implementação regional através de quase duas dezenas de núcleos permite-lhe uma acção próxima dos problemas locais. O trabalho desenvolvido pela Quercus é na grande maioria assegurado por voluntários.

 

O programa do Congresso poderá ser consultado em: http://25anos.quercus.pt ou www.quercus.pt

 

Prémio Quercus  e Livro “25 Anos Quercus – 25 Perspectivas para o Futuro”

 

Para além da apresentação do livro “25 Anos Quercus - 25 Perspectivas para o Futuro”, um dos momentos mais altos do Congresso do 25º aniversário da Quercus será o jantar comemorativo no dia 31 de Outubro, no qual será entregue o Prémio Quercus que este ano galardoou Carlos Pimenta e Luísa Schmidt, ex-aequo.

 

Carlos Pimenta, Engenheiro Electrotécnico, foi distinguido com o Prémio Quercus 2010 por ter deixado uma marca de competência e determinação na promoção da sustentabilidade aquando da sua passagem pela governação de Portugal, entre 1983 e 1987, como Secretário de Estado do Ambiente. Nesse cargo, Carlos Pimenta inaugurou uma atitude para com as questões ambientais pouco habitual entre governantes, destacando-se a sua firmeza em medidas políticas corajosas e vanguardistas como foi o caso da demolição de construções clandestina em Áreas Protegidas ou a criação da Lei de Bases do Ambiente e da Lei das Organizações Não Governamentais de Ambiente. Como eurodeputado assumiu um papel chave na política europeia na área das alterações climáticas. Actualmente desenvolve trabalho profissional na área das energias renováveis.

 

Luísa Schmidt, Socióloga e Investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, foi galardoada com o Prémio Quercus 2010 pela promoção da análise social acutilante das questões ambientais e da sustentabilidade através de projectos de investigação e divulgação. O seu contributo tem possibilitado uma melhor percepção da integração das preocupações e comportamentos ambientais na sociedade portuguesa e, através das suas publicações, colaborações com os media e projectos de investigação, uma maior consciencialização sobre a importância da sustentabilidade.

 

O Prémio Quercus foi instituído com o objectivo de distinguir entidades, empresas ou cidadãos que se evidenciem na defesa do ambiente e na promoção do desenvolvimento sustentável:

 

- Em 2004, primeiro ano em que o Prémio Quercus foi atribuído nos moldes actuais, a “Plataforma Nunca Mais” foi a distinguida em reconhecimento do excelente trabalho desenvolvido em sequência do desastre ocorrido com o petroleiro “Prestige”, em Novembro de 2002, que contaminou de forma extensa o mar e a costa da Galiza, ameaçando também o território Português.

 

- Em 2005 o Prémio foi atribuído a Gonçalo Ribeiro Telles e José Sá Fernandes pelo empenho na defesa do ambiente e de um adequado ordenamento do território.

 

- Em 2006 a Câmara da Chamusca e o Eng. Gomes Pedro foram os distinguidos, respectivamente pela forma exemplar como desenvolveu o processo de participação pública na discussão da instalação de um CIRVER (Centro Integrado de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos Perigosos) e por toda uma vida dedicada ao estudo e preservação da flora, quer em Portugal, com um trabalho extenso desenvolvido sobre a vegetação da Arrábida, quer no continente Africano.

 

- Em 2007 o galardoado pelo Prémio Quercus foi o programa BIOSFERA, produzido para a RTP pela Farol de Ideias, pela forma exemplar como manteve as questões de ambiente em discussão ao longo de um período em que outros temas, nomeadamente económicos e sociais, ganhavam importância nos media portugueses.

 

- Em 2008 a Junta de Freguesia da Ericeira foi distinguida com o Prémio Quercus por ter vindo a demonstrar, através de um conjunto alargado de projectos, o seu empenho e a sua insistência em ser um contributo para a minimização dos problemas ambientais, juntamente com, a título póstumo, o Dr. José Cardoso da Rocha, reputado Cirurgião-Pediatra, por ter sido um dos pioneiros da Agricultura Biológica em Portugal.

 

- Em 2009 o Prémio Quercus foi atribuído ao Engenheiro Silvicultor e Arquitecto Paisagista António Facco Viana Barreto pela sua longa carreira dedicada ao ordenamento do território e por ter sido o ideólogo de instrumentos jurídicos essenciais nessa área, juntamente com, a título póstumo, Veríssimo de Freitas da Silva Borges, Biólogo e ambientalista, pelo contributo de toda uma vida à causa ambiental revelando-se um dos mais activos dirigentes da Quercus e, no contexto açoriano, uma das vozes mais insistentes na defesa dos valores ambientais.

 

Lisboa, 28 de Outubro de 2010

 

A Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

 

Share

 

Quercus TV

 

 

                            

 

Mais vídeos aqui.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb