Rectifação: Praias de Ribeira Grande na Sertã e Quinta do Barco em Sever do Vouga NÃO ESTÃO “não conformes” ou “más” com base nas análises de 2005

No passado dia 15 de Agosto a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza emitiu um comunicado fazendo um ponto de situação relativo à situação das zonas balneares em Portugal Continental em termos de qualidade da água. A Quercus analisou os resultados das 2676 análises oficiais efectuadas entre a 3ª semana de Maio e a 1ª semana de Agosto nas zonas balneares que estão funcionar em Portugal Continental. Os resultados foram compilados com base nos dados disponíveis através da Internet na sexta-feira, de manhã, dia 12 de Agosto, nos sites do Instituto da Água: INAG – Zonas balneares 2005 e VivaPraia.

 

Na altura a Quercus identificou catorze praias com pelo menos uma análise má e sete que, de acordo com os cálculos efectuados, apresentariam já esta época qualidade má ou não conformidade com a legislação. A contabilização do número total de praias más só pode ser feita tendo em conta as percentagens relativas de análises más durante todo o período. As praias que tiverem mais de 5% de análises más serão consideradas não conformes.

 

As praias de Ribeira Grande na Sertã e de Quinta do Barco em Sever do Vouga apresentavam uma análise má num total de oito análises efectuadas. Tendo em conta a existência de informação relativa a apenas oito análises até à data da avaliação – duas semanas após o meio da época balnear, a Quercus induziu que a análise má pesaria mais de 5% no total de análises. Porém, verificada a situação no caso destas duas praias, as oito análises são resultado do facto de todas as praias interiores da Região Centro não terem resultados publicados na Internet após a primeira semana de Julho. Assim, se estas praias não voltarem a ter qualquer análise má e vierem a ter disponíveis pelo menos 20 análises no total da época balnear, poderão estar conformes com a legislação.

 

A Quercus apresenta as suas desculpas pela deficiente interpretação dos dados nestes dois casos, apelando porém que a causa que levou a este erro e que nos parece grave seja rapidamente corrigida e que é o facto de não haver informação desde a segunda semana de Julho até agora sobre a qualidade das praias interiores da Região Centro nos sites Internet acima referidos.

 

A Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

Lisboa, 31 de Agosto de 2005

 

Informações adicionais podem ser obtidas junto de Francisco Ferreira, 96-9078564 ou 93-7788470 e de Hélder Spínola, Presidente da Quercus, 93-7788472.

 

 

 

Share

Quercus TV

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb