Quercus junta-se a Mobilização Global pelo Desinvestimento nos Combustíveis Fósseis, de 5 a 13 maio

 maio fosseis

 Se é errado destruir o planeta, também é errado lucrar com essa destruição

 

 


Lisboa, 5 de Maio de 2017- Entre hoje e 13 de maio, decorrerá em vários países de todo o mundo uma Mobilização global pelo Desinvestimento nos Combustíveis Fósseis, promovida pela organização internacional sem fins lucrativos 350.org, à qual a Quercus se junta na divulgação deste apelo em Portugal.

 

Sendo sobejamente conhecidos os crescentes impactos das alterações climáticas, bem como a relação entre o aumento de emissões de gases com efeito de estufa (GEE), como o dióxido de carbono e metano, e o aquecimento global do planeta, a Quercus reitera que é urgente travar o investimento nos combustíveis fósseis, como o petróleo, o carvão e o gás natural.

 

Contudo, esse processo será muito mais lento se não pararmos de financiar as indústrias poluentes. Muitos fundos de investimento aplicam os recursos financeiros dos cidadãos e das instituições em empresas de combustíveis fósseis, muitas vezes sem o sabermos. O investimento contínuo nesta indústria só perpetua os impactos das alterações climáticas. Por isso, esta Mobilização Global pelo Desinvestimento pretende encorajar cidadãos e organizações a exigir mudança, apelando aos seus governos, universidades, bancos, organizações religiosas, instituições culturais, entre outras, para que retirem seus investimentos na indústria dos combustíveis fósseis.

 

Em vários pontos do globo, serão também organizadas este fim-de-semana vigílias pelos refugiados climáticos, que têm vindo a ser afetados e deslocados pela ocorrência de fenómenos climáticos extremos, especialmente dramáticos nos países em desenvolvimento ou pequenos países insulares.

Impactos das alterações climáticas em Portugal

2016 foi confirmado como o ano mais quente da história. Em Portugal, desde 1931 que não se registavam temperaturas tão elevadas. Por outro lado, assistimos já a uma diminuição da precipitação anual, um indicador de que os períodos de seca serão muito provavelmente mais frequentes no futuro e a sua incidência mais grave no sul do país, embora também o possa ser no interior. Esse cenário poderá ter consequências a vários níveis, desde os recursos hídricos à agricultura, passando pelas florestas a ocorrência de fogos florestais.

Ao nível das zonas costeiras, 70% do litoral português encontra-se em risco de erosão. Apesar desse fato não estar relacionado diretamente com as alterações climáticas neste momento, é um problema que vai ser agravado por elas no futuro.

 

Prevê-se que, em 2100 – portanto, afetando já a geração de quem nascer agora – o nível do mar aumente cerca de 1 metro (ou até mais), algo que, se acontecer efetivamente, irá transformar muito o litoral, não só do nosso país, mas de muitas outras regiões costeiras e insulares por todo o mundo.

Apelo ao Vaticano em semana de visita do Papa a Portugal

Esta campanha pelo Desinvestimento nos combustíveis fósseis coincide com a visita do Papa Francisco a Portugal, nos dias 12 e 13 de maio, sendo esta uma oportunidade de apelar ao Vaticano para que subscreva esta mensagem.

Recorde-se que, em Junho de 2015, o Vaticano divulgou a histórica Encíclica do Papa Francisco, intitulada “Laudato Si’” (“Louvado sejas”) e exclusivamente dedicada ao futuro do planeta. Lançada pelo menos em cinco idiomas, a Encíclica de 184 páginas colocou em causa o modelo de desenvolvimento económico vigente e a idolatria ao dinheiro e à tecnologia. O incentivo extremo ao consumismo e a hegemonia do lucro sobre a responsabilidade ambiental foram também condenados nesta circular do Sumo Pontífice.

 

Está na hora de desinvestir!

 


A Quercus colaborou com a 350.org na adaptação do vídeo oficial desta campanha para português de Portugal, estando também a divulgar a mesma nos seus meios oficiais.

 

 
Este é também o tema do episódio de hoje da rubrica de educação ambiental “Minuto Verde” da Quercus na RTP1, com uma audiência diária estimada de 400 mil pessoas.

 


Incentivam-se todos os cidadãos e organizações a organizar e registar no site oficial a sua própria ação pelo desinvestimento, bem como a replicar estes conteúdos multimédia nas redes sociais, fazendo uso da hashtag #fossilfree.

 

A Direção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

Share
Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign