Dia Mundial da Alimentação

Jovem portuguesa vence o concurso europeu FoodVision, iniciativa de apelo a uma alimentação mais sustentável

 

I CARE CATARINA MARINHODecorreu entre os meses de abril e de setembro de 2015 em toda a Europa o Concurso FoodVision, iniciativa que procurou mobilizar os cidadãos europeus no sentido de apelarem a uma alimentação sustentável, através da fotografia. As imagens e frases respetivas enviadas pelos concorrentes foram colocadas num site internet, onde as pessoas podiam atribuir várias estrelas a cada fotografia. No final, de entre as 20 fotografias mais votadas, um júri internacional pontuou as melhores, em termos artísticos e de mensagem. Este concurso está integrado na campanha Supply Chainge – Make Supermarkets Fair.

 

 

Uma vencedora portuguesa

 

A fotografia intitulada “I Care” (Eu importo-me) foi a grande vencedora deste concurso internacional. A autora, Catarinha Marinho, é uma jovem de 17 anos, residente na Lourinhã e estudante do 11º ano, ramo de Economia, na Escola Secundária Pedro Nunes em Lisboa. É uma entusiasta da fotografia e muito empenhada em atividades ambientais, tendo impulsionado a iniciativa  GreenSchools na sua própria escola. A Catarina tinha já participado e sido premiada recentemente num outro concurso promovido pela Quercus, o AKA – Ideias ambientais, com a proposta “Embaixadores da Fruta”. A cerimónia de atribuição deste prémio decorrerá no próximo dia 23 de outubro, na ExpoMilão, exposição mundial similar à Expo98, a decorrer na cidade italiana de Milão, sob o tema “Alimentação“.

 

 

Petição sobre sumo de laranja mais justo e ecológico

 

Na União Europeia, o consumidor médio bebe 11 litros de sumo de laranja por ano, o que faz com que este seja o sumo preferido pelos europeus. 80% de todo o sumo de laranja vendido na Europa é produzido no Brasil e 66% desse sumo é vendido com marcas próprias dos supermercados. Isto significa que o papel dos retalhistas é vital. Contudo, a riqueza gerada por este consumo em larga escala não beneficia todos os envolvidos ao longo da cadeia de abastecimento. Os trabalhadores agrícolas nos países do hemisfério sul fazem um trabalho fisicamente muito exigente em troca de salários demasiado baixos para poderem viver com dignidade, enquanto a produção de sumo de laranja é também altamente destrutiva para o ambiente, por ser marcada pelo uso excessivo de pesticidas. Esta situação é o resultado da falta de diligências por parte dos supermercados europeus, os principais atores na cadeia de abastecimento do sumo de laranja. Por isso, o projeto Supply Chainge lançou um estudo sobre esta matéria e uma petição, dirigida aos retalhistas de toda a Europa, exigindo um conjunto de medidas concretas que os mesmos podem tomar.

 

A petição já se encontra em língua portuguesa em www.supplychainge.org

 

 

Acerca da campanha Supply Chainge – Make Supermarkets Fair

Supply Chainge – Make Supermarkets Fair é um projeto e campanha internacional promovida por 28 parceiros de diferentes países, que visa pressionar os supermercados, os governos nacionais e a própria União Europeia para melhorar as condições de trabalho nos países do hemisfério Sul e para reduzir os danos ambientais ao longo da cadeia de fornecimento. A campanha é financiada pela União Europeia, sendo os conteúdos da exclusiva responsabilidade do promotor e parceiros. www.supplychainge.org

 

 

Lisboa, 16 de Outubro de 2015

 

A Direcção Nacional da Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

Share
Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign