Sexta edição do simplesmente... Vinho

simplesmente... Vinho 2018 |somos Vignerons... somos Floresta 

 

O primeiro, e até agora único, salão português de vinhos, petiscos, arte e música, realiza-se nos dias 23 e 24 de fevereiro na casa do Cais Novo, no Porto

 

s Vinho 18 Imagem

A sexta edição do simplesmente... Vinho, acontece dias 23 e 24 de fevereiro e conta com: 100 + 1 vignerons: de Portugal, de Espanha e + um convidado de França, a arte de seis autores, a música de dois projetos portugueses, os petiscos de quatro restaurantes e a parceria da Quercus no somos…floresta. A abertura desta edição, no dia 23 pelas 16h00, conta com a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral.

 

Nas últimas décadas como contraponto à globalização e industrialização do vinho, grupos de produtores têm vindo a organizar mostras de vinhos alternativas às grandes feiras do sector (Vinexpo em Bordeaux, Vinitaly em Verona, Prowein em Dusseldorf,...), cujos custos, modo de comunicação e público alvo, são cada vez menos adequados para os pequenos produtores e/ou para vinhos diferentes, fora da caixa (como agroa se diz…). Essas mostras alternativas, chamadas salão off, giram em torno de uma ideia comum, que pode ser, por exemplo, uma região, um modo de trabalhar (biológico,biodinâmico,...), um tipo de vinho (espumantes, vinhos doces, ...).

 

No caso do simplesmente… Vinho o traço comum é a ligação à terra, às castas locais, a uma enologia competente mas com raízes na tradição e, como tão bem diz a Filipa Pato, “sem maquilhagem”, o vigneron dar a cara pelo que faz, a emoção que sentimos cada vez que bebemos os seus vinhos. Neste espaço estão em pé de igualdade o Romano Cunha, de Trás-os-Montes, que faz apenas uns poucos milhares de garrafas ou o Álvaro Castro que engarrafa 100 vezes mais. A Joana Pinhão e o seu limitadíssimo Somnium branco de Murça como o Miguel Louro que é a referência do Alentejo. Há um sentimento de partilha entre todos os vignerons que simplesmente… os une, há energia e sinergia, o feeling é um por todos e todos por um.

 

Este tipo de salão proporciona aos visitantes o contacto com sabores diferentes e uma outra forma e atitude de estar no mundo do vinho. Em Portugal, simplesmente... Vinho, cuja 1ª edição foi em 2013,permanece, para já, o único salão off.

 

2017 foi um ano trágico para o mundo rural em Portugal. Famílias, empresas, autarquias, regiões inteiras, sentiram (e sentem ainda) dor, percas, retrocessos, dificuldades acrescidas. Por isso, e de forma simbólica, a Casa de Mouraz (um dos vignerons portugueses mais afetado pelo fogo com destruição de vinha, alfaias agrícolas, armazém e vinhos engarrafados) é o convidado de honra do simplesmente...Vinho 2018.
No mesmo âmbito, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, irá levar a cabo um conjunto de ações ao longo dos dois dias do simplesmente...Vinho. No sábado 24 às 16h, um colóquio sobre "A Floresta e mundo rural" e a "Preservação da biodiversidade e promoção de práticas amigas do ambiente na viticultura" e durante todo o evento há um espaço que mostrará plantas autóctones, cedidas pela Quercus, pretendendo sensibilizar para a necessidade de preservar e valorizar o património natural.

 

A todos os visitantes será oferecida uma planta, para posterior plantação, de forma a poderem contribuir para o esforço nacional de replantação das áreas perdidas.
Nuno Pinto Leite, da galeria Ela Vai Nua, é o curador da exposição de arte, com obras de seis artistas: Diogo Muñoz, Isabel de Andrade, Paulo Ramunni, Rosarinho Cruz, Susana Bravo e Tim Madeira. Artistas escolhidos pelas suas cumplicidades e, ao mesmo tempo, complementaridades.

 

Cada um dos dois dias termina com um concerto: sexta 23 é a Orquestra Fina, projeto cantado em português do músico de jazz Rui Teixeira; sábado 24 o grande final é com uma novidade absoluta, a estreia dos 7, a nova banda de André Indiana que realiza aqui o seu primeiro concerto.

 

Para além do vinho, da arte e da música, são três os restaurantes que se juntam à festa: Delicatum (Braga), Carvão (Cais da Afurada) e DOP (Porto) servirão petiscos para acompanhar os vinhos do simplesmente… Vinho.

 

A cereja no topo do bolo é na sexta-feira 23 às 22h, um jantar pop-up no mais recente restaurante do chef portuense Luís Américo, o Typographia Progresso, que combina as diferentes inspirações do chef com vinhos simplesmente... autênticos, e a presença dos respectivos vignerons.

 

 

 

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb