Salva a Terra 2015 - Eco Festival de Música pelo CERAS

Verbas angariadas vão permitir recuperar centenas de animais selvagens feridos

 

 

salva2015fO Salva a Terra - Eco Festival de Música pelo CERAS é organizado pela Quercus - núcleo de Castelo Branco, pelo projecto musical Velha Gaiteira e pelo Município de Idanha-a-Nova. O Eco Festival é um festival bianual cuja 4ª edição decorreu de 2 a 5 de Julho de 2015, em Salvaterra do Extremo, aldeia do concelho de Idanha-a-Nova em pleno Parque Natural do Tejo Internacional. O festival é composto por inúmeras actividades: concertos, workshops, percursos interpretativos, observação de vida selvagem, conferências, cinema documental e animação diversa.

 

O programa deste ano contou com a participação de 40 projectos musicais, mais de 30 workshops e inúmeras atividades tão distintas como fazer pão de bolota, garimpar no rio, yoga, teatro, fado, tango, workshops de dança e percussão, percursos pedestres, palestras, banhos no rio, entre muitas outras.

 

Esta edição foi um sucesso a vários níveis, e em nome da organização queremos assim manifestar os nossos sinceros agradecimentos a todos aqueles que participaram e contribuíram para a realização do Eco Festival Salva a Terra, em particular à União de Freguesias de Salvaterra do Extremo e Termas de Monfortinho à população de Salvaterra do Extremo e aos 62 voluntários da organização. Conseguimos nesta edição do festival angariar donativos no valor de 10.962.00 euros, que vão permitir recuperar várias centenas de animais feridos ou debilitados que cheguem ao CERAS nos próximos dois anos.

 

 

Missão do Salva a Terra

 

O Salva a Terra é um Eco Festival, que tem como principal objectivo a angariação de fundos para o CERAS - Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens. As receitas obtidas revertem a 100% para o CERAS. O Ceras funciona exclusivamente com trabalho voluntário desde 1998 e já recebeu mais de 2700 animais selvagens, contando com uma taxa de recuperação de 60% de animais devolvidos à natureza.

 

 

O que nos diferencia dos restantes festivais

 

O Salva a Terra é um Eco Festival 100% "Pro-Bono", no qual toda a organização, artistas, formadores, guias, e restante equipa trabalham de forma voluntária em prol da preservação de algo que é de todos nós: a biodiversidade.

 

 

Entre os vários exemplos das boas práticas ambientais  aplicadas no festival destacamos o cariz ambiental e pedagógico das actividades desenvolvidas; o consumo de produtos locais na cantina do festival, dando naturalmente prioridade aos de produção em modo biológico;  a não utilização de plásticos ( promovendo o uso de caneca do festival e pratos reutilizáveis na cantina); a reutilização de materiais para a decoração e sinalética; o desperdício zero na cantina e a utilização de sistemas eficientes de luz (led) e de água nos campismos. No que diz respeito à Mobilidade fomentamos a partilha de boleia e o uso de bicicleta para chegar ao Salva a Terra e durante o evento, e compensamos as emissões da pegada ecológica da organização, artistas, formadores, guias e restante equipa, através da plantação de árvores autóctones pelo projecto "Criar Bosques" da Quercus no Tejo Internacional.

 

 

Lisboa, 03 de Setembro de 2015

 

 

A Direcção Nacional da Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

*Vídeos do evento: Seiva no Eco Festival ; Bloco OxaláGaiteiros de Lisboa no Eco Festival Salva a Terra 2015

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb