Falta de informação sobre a nova ligação rodoviária ao Avepark (Guimarães): Associações ambientalistas requerem a discussão pública do anteprojeto

 

Foto: www.guimaraesdigital.com

avepark

A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza e a AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia requereram à Câmara Municipal de Guimarães a abertura de um período de discussão pública da nova ligação rodoviária prevista para o Avepark – Parque de Ciência e Tecnologia, localizado a 11 km de Guimarães, cujo custo poderá ascender a 30 milhões de euros, tendo sido já efetuados trabalhos de levantamento topográfico e geotécnico.

Estas organizações não governamentais de ambiente consideram que existe uma grave falta de informação pública sobre a necessidade de implementação deste projeto, que consistirá numa via rodoviária dedicada, com perfil de autoestrada, e implicará a construção de uma nova ponte sobre o rio Ave, a montante da principal captação de água para consumo humano no concelho de Guimarães.

É igualmente desconhecida, até ao momento, qualquer análise económica ou ambiental do traçado previsto, que irá atravessar áreas sensíveis, nomeadamente áreas de Reserva Ecológica Nacional, de Reserva Agrícola Nacional e do Domínio Público Hídrico, cujo impacto ambiental e paisagístico poderá ser elevado e irreversível.

As associações requerentes apelam aos compromissos assumidos pelo Município de Guimarães na área do ambiente e do planeamento do território municipal, nomeadamente o de “cuidar da paisagem, valorizando-a e conjugando-a com a defesa dos elementos biofísicos determinantes para a sustentabilidade ecológica do território". Lembram ainda que se encontra em curso a preparação da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, assente “numa forte aposta no ambiente, no crescimento sustentável e na construção de uma cidadania saudável e ambiental”.

Deste modo, consideram fundamental a realização de um período de discussão pública da nova ligação rodoviária, em fase de anteprojeto, de modo a garantir o direito à informação e à participação dos cidadãos, com a incorporação de sugestões que melhorem o desempenho social, económico e ambiental do projeto, e a salvaguarda do interesse público a longo prazo.

Guimarães, 11 de fevereiro de 2015

A Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

A Direcção da AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia

 

 

 

 

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb