Quercus na Cimeira do Clima da ONU em Nova Iorque: amanhã é o primeiro grande dia para um Acordo em Paris

climate summit nycA Cimeira do Clima da ONU, que decorrerá amanhã, 23 de Setembro, em Nova Iorque, será um importante passo para alcançar o ambicionado Acordo de Paris – um acordo global para travar as alterações climáticas que se espera alcançar em Dezembro de 2015 - e uma importante chamada de atenção para os cidadãos de todo o mundo. Mais de 120 líderes mundiais vão marcar presença em Nova Iorque declarando o seu compromisso pessoal com o desejado Acordo de Paris. O teste decisivo será constatar se o mundo muda de rumo para manter o objetivo, ainda alcançável, de evitar as consequências catastróficas das alterações climáticas.
 

A juntar aos compromissos políticos dos Chefes de Estado e de Governo ou dos Ministros presentes, outro indicador importante a retirar desta Cimeira será a apresentação de iniciativas de transição para as energias limpas e de redução das emissões de carbono, levadas a cabo por um número crescente de países e setores de atividade. Têm-se registado, recentemente, em alguns dos países-chave como os Estados Unidos da América (EUA), a Índia e a China, progressos consideráveis na contenção das emissões de carbono e no investimento em energias limpas.

 

Esta transição mostra o desejo e a oportunidade dos países em intensificarem os seus esforços nesta matéria e integrá-los num acordo internacional. Esta Cimeira será, assim, uma oportunidade para avaliar a amplitude e profundidade desta nova dinâmica, em particular as mudanças no setor energético. É também um evento onde se poderá avaliar a capacidade da Europa, cujo protagonismo e ambição tem vindo a enfraquecer nos últimos anos.

 

Ao nível político, e a par dos compromissos políticos globais, a expectativa é que muitos líderes anunciem o seu compromisso relativamente à posição e contribuição dos respetivos países para este acordo global muito antes da Conferência de Paris, agendada para Dezembro de 2015. Mais ainda, espera-se que as tais contribuições incluam a definição de limites nacionais às emissões de carbono, de modo a fazer a ligação ao acordo internacional.

 

Quercus e intervenção do Ministro do Ambiente de Portugal

 

Ao longo da Cimeira de amanhã, a Quercus analisará e comentará o decorrer dos trabalhos em http://climaticas.blogs.sapo.pt, em linha com a avaliação da Rede Internacional de Ação Climática. Ao mesmo tempo, a Quercus aguarda com expectativa o discurso do Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia de Portugal, em princípio programado para a parte da tarde.

 

Ao longo do dia, a Quercus prevê a emissão de um/dois comunicados sobre o evento.


Nova Iorque, 22 de setembro de 2014

 

 

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb