Quercus e Portway recuperam floresta autóctone

No passado dia 27 de Fevereiro, pelas 09h30, a Quercus e a Portway associaram-se para plantar espécies autóctones da floresta nacional. A acção decorreu na Mata Nacional das Virtudes, freguesia de Aveiras de Baixo, concelho da Azambuja, envolvendo colaboradores da Quercus e da Portway, no âmbito da qual foram plantados 700 Pinheiros-mansos (Pinus pinea).

 

De um total de 1.200 árvores, 500 das quais já tinha  sido plantadas na Serra de Montejunto (8 espécies, nomeadamente Carvalho-português Quercus faginea ssp. broteroi e Zêlha Acer monspessulanum), foram plantados 700 Pinheiros-mansos (Pinus pinea) no dia 27 de Fevereiro.

 

Esta iniciativa deu continuidade a uma parceria entre a Portway e a Quercus para o período 2010-2012, que visa a implementação de acções de florestação e adensamento em áreas do território nacional a necessitar desta intervenção, e insere-se no compromisso ambiental da Portway de compensar a sua pegada ecológica.

 

Esta iniciativa insere-se igualmente no programa "Criar Bosques, Conservar a Biodiversidade" da Quercus, que visa criar e cuidar de bosques de espécies autóctones (árvores e arbustos da flora portuguesa) e, no decurso da sua execução, todas as acções serão planeadas e acompanhadas por técnicos florestais, respeitando os instrumentos de gestão territorial; os exemplos de tipos de bosques a intervir incluem carvalhais de Carvalho-alvarinho (Quercus robur), de Carvalho-negral (Quercus pyrenaica), de Carvalho-português (Quercus faginea), carvalhais mistos, sobreirais (Quercus suber) e azinhais (Quercus rotundifolia), bosques reliquiais de Carvalho-de-Monchique (Quercus canariensis), bosquetes de Loureiro (Laurus nobilis), bosques paludosos ou aluvionares com Amieiro (Alnus glutinosa) e outras espécies ripícolas, bosques de Teixo (Taxus baccata) e Azevinho (Ilex aquifolium).

 

A escolha dos locais, das espécies e das técnicas de plantação far-se-á no sentido de fomentar a diversificação biológica, a conservação dos solos e o papel de regularização do ciclo hídrico.

 

 

Lisboa, 25 de Fevereiro de 2011

 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 

O compromisso Portway

 

A Portway – Handling de Portugal S.A., pertencente ao grupo ANA – Aeroportos de Portugal, S.A., obteve a Certificação Ambiental, pela TÜV Rheinland Portugal, segundo a Norma NP EN ISO 14001:2004 (Ambiente), para todas as suas Direcções de Unidade de Handling situadas nos Aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Funchal.

 

A obtenção desta certificação distingue a Portway como a primeira companhia em Portugal a estar certificada ambientalmente no seu sector, bem como a nível mundial, considerando o diminuto número de empresas que alcançaram tal qualificação.

 

Por isso, Portway permanece na linha de frente da batalha da consciencialização ambiental, propondo-se atingir metas e objectivos de curto e médio prazo e proporcionando soluções credíveis e duradouras ao nível da reparação, em especial, na prevenção dos danos ambientais.

 

É neste contexto que se situa, entre outros, o objectivo da Portway de promover a plantação de árvores como forma de compensação pela sua pegada ecológica.

 

Por outro lado, a portway está fortemente empenhada em desenvolver acções de responsabilidade social na área ambiental, nomeadamente no voluntariado dos seus colaboradores, na plantação e manutenção de zonas de espaços verdes, de que a plantação desta floresta é um pequeno e primeiro exemplo.

 

 

 

Share

Quercus TV

       

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb