Quercus quer transparência no tratamento dos resíduos perigosos armazenados em Sines

Segundo dados do Ministério do Ambiente, estão armazenadas em Sines cerca de 140 mil toneladas de resíduos industriais perigosos resultantes da actividade daquele pólo industrial, os quais o Governo poderá vir a enviar para co-incineração.

 

Trata-se de resíduos históricos que estão sob a responsabilidade do Ministério do Ambiente, tendo o seu tratamento de ser suportado por dinheiros públicos, pelo que a Quercus solicitou ao Ministério do Ambiente que lançasse um concurso público para a resolução deste passivo ambiental, e de uma forma transparente proceda à escolha da melhor solução do ponto de vista económico e ambiental.

 

Com efeito, os resíduos em causa poderiam ser tratados directamente por co-incineração em cimenteiras, mas dadas as suas características também podem ser tratados ou minimizados localmente.

 

Sendo constituídos essencialmente por água, hidrocarbonetos e materiais inertes, estes resíduos poderiam sofrer um processo prévio de separação das diversas fracções de forma a minimizar os custos de tratamento e o impacte ambiental do processo.

 

Os sedimentos poderiam ser descontaminados por processos físicos ou biológicos, enquanto que os hidrocarbonetos poderiam ser utilizados como combustível dentro das especificações previstas pela legislação.

 

A água poderia ser reenviada para a ETAR de Santo André, uma vez que existe uma conduta que liga esta ETAR às lagoas onde os resíduos estão depositados.

 

Também existe a possibilidade de se realizar uma descontaminação global destes resíduos através de processos biológicos de degradação dos hidrocarbonetos e separação da água.

 

Face às existência de diversas alternativas de tratamento, para além de outras que possam entretanto surgir, a Quercus irá pugnar para que este processo decorra com a maior transparência, de forma a que os dinheiros públicos sejam gastos numa solução económica e ambientalmente sustentável.

 

Lisboa, 16 de Maio de 2006

Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

 

Share

Quercus TV

       

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb