• Núcleo Regional de Guarda

    Conheça as actividades do Núcleo Regional de Guarda da Quercus.

  • Núcleo Regional de Guarda

    Conheça as actividades do Núcleo Regional de Guarda da Quercus.

  • Núcleo Regional de Guarda

    Conheça as actividades do Núcleo Regional de Guarda da Quercus.

Balanço ambiental de 2018 e atividades previstas para 2019 | 14 de janeiro de 2019

Exploração de urânio em Retortillo

 

O Núcleo Regional da Guarda manteve ao longo do ano de 2018 o objetivo de alertar decisores políticos, agentes económicos e a sociedade civil para os problemas ambientais globais que existem e em particular os que existem na área da sua intervenção – distrito da Guarda – ou nas proximidades do Núcleo como é o caso da exploração de urânio a céu aberto prevista em Retortillo, Salamanca. 

 

Esta exploração prevista iniciar em 2019 localiza-se a 40 km da fronteira portuguesa com potenciais impactes para Portugal – os ventos dominantes são de leste e as águas utilizadas correm para a bacia hidrográfica do rio Douro através do rio Yeltes. Apesar de ser óbvio que Portugal sofrerá consequências de uma potencial exploração mineira de urânio em Salamanca, as administrações espanholas não consultaram Portugal, nem submeteram a consulta pública transfronteiriça os vários projetos de mineração de urânio em Salamanca, ignorando assim os tratados assinados entre os dois países, tal como já tinha acontecido com o licenciamento do armazém temporário de resíduos nucleares junto a Almaraz.

 

Em 2018 marcamos presença em duas manifestações que se realizaram em Salamanca e no próximo sábado, dia 19 de janeiro, estaremos em Freixo de Espada à Cinta, para mais uma concentração ibérica antinuclear que juntará ativistas ambientais dos dois países com o objetivo de sensibilizar a opinião pública para os perigos que representa a abertura dos projetos de exploração de urânio na região de Salamanca.

 

Abate de árvores em Trancoso

Em dezembro de 2018 tivemos conhecimento do abate de árvores centenárias autóctones que rodeiam a Estrada Nacional 226 entre Trancoso e Ponte do Abade, por parte de uma empresa contratada pelas Infraestruturas de Portugal, nomeadamente freixos e pinheiros-bravos, a grande maioria em bom estado sanitário. O Núcleo Regional da Guarda questionou de imediato as Infraestruturas de Portugal tendo sido informado que a intervenção em curso decorre no âmbito das limpezas das faixas de gestão de combustível e em conformidade com a legislação em vigor. 

 

No entanto, no caso da EN226, a maioria dos terrenos que confrontam com a estrada são terrenos agrícolas, com pastagens, onde não existe qualquer continuidade com povoamentos florestais que aumente o risco de incêndio.

 

Os temas ambientais que registaram maiores denúncias em 2018

Ainda relacionado com o tema de abate de árvores, e tal como já tinha acontecido no ano anterior, 2018 registou um elevado número de denúncias recebidas por este Núcleo sobre este tema. Cerca de 35% das denúncias recebidas foram relativas a corte de árvores ou à realização de podas radicais. O que evidencia a importância que os cidadãos dão aos espaços verdes em ambiente urbano e como estes influenciam positivamente a qualidade de vida de quem habita nas cidades.

 

Em igual percentagem de denúncias recebidas foi o tema da água. Apesar do anunciado e tão aguardado projeto de despoluição dos rios Diz e Noéme (Guarda), continuam a ser visíveis descargas poluentes nestes rios. Também o episódio de poluição registado em novembro na Quinta da Pocariça (Guarda), as descargas de esgotos a céu aberto em Folgosa do Salvador (Seia), as descargas poluentes da ETAR da Aldeia Velha (Sabugal), descargas dos lagares em Celorico da Beira, descargas poluentes na ribeira do Vale Azevedo (Trancoso) foram recebidos por este Núcleo.

 

Atividades previstas para 2019

Nos próximos dias 15, 16, 17 e 19 de janeiro a associação Luzlinar, localizada no Feital, Trancoso, irá plantar cerca de 10.000 árvores no seguimento de uma candidatura que efetuou ao projeto Floresta Comum da Quercus. Ainda no mês de janeiro contamos afixar cerca de 50 caixas-ninho nos espaços verdes da cidade da Guarda, nomeadamente o Parque Municipal e o Parque Polis. As caixas foram construídas por utentes do estabelecimento prisional da Guarda e a atividade contou também com o apoio da empresa Transdev.

 

No dia 09 de fevereiro o Núcleo Regional da Guarda irá acolher na Guarda o 48.º Conselho de Representantes da Quercus. Trata-se de um órgão da Associação constituído por membros da Direcção Nacional e pelos presidentes das direções dos Núcleos, ou seus representantes, e tem por objetivo dinamizar a cooperação entre os vários Núcleos e Grupos de Trabalho da Associação. Ainda em fevereiro contamos realizar mais 1 ou 2 ações de reflorestação. 

 

Em março, dia 09, iremos visitar a primeira reserva protegida privada em Portugal – a reserva da Faia Brava – gerida pela Associação Transumância e Natureza. Inicialmente dedicada à proteção das espécies de aves rupícolas que nidificam nas arribas do Côa, (como por exemplo o Britango e a Águia de Bonelli), atualmente, perante o elevado valor patrimonial natural da região e face à problemática da conservação, pretende servir de plataforma para o desenvolvimento de atividades de restauro ecológico e salvaguarda das práticas agropecuárias existentes na região. No mesmo dia 09 de março iremos realizar uma reflexão sobre os principais desafios ambientais do Núcleo Regional da Guarda no distrito da Guarda.

 

Todas as atividades, à exceção do Conselho de Representantes, são abertas à população em geral, bastando para isso inscrever-se através dos contactos Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou tlm. 931 104 568.

 

Núcleo Regional da Guarda da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza 

 

Guarda, 14 de janeiro de 2019

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb