Quercus e ANTRAM juntas no apelo à Comissão Europeia para reforçar a transparência sobre a monitorização e comunicação das emissões de CO2 e do consumo de combustível dos novos veículos pesados

logos antram

 

11 de Outubro, 2017

 

Exmo. Comissário Cañete,

 

Para:

 

Comissão Europeia: Comissários Bieńkowska, Silvia Bartolini e Carsten Bermig

 

Parlamento Europeu: Damiano Zoffoli, Christofer Fjellner, Julie Girling, Nils Torvalds, Rebecca Harms, Eleonora Evi e Nicola Caputo

 

Presidência: Helena Hinto

 

 

No dia 31 de Maio de 2017, a Comissão Europeia apresentou a sua proposta sobre a monitorização e comunicação das emissões de CO2 e do consumo de combustível dos novos veículos pesados. Esta proposta surge após a adoção de procedimentos de teste VECTO (The Vehicle Energy Consumption Calculation Tool), que obrigam os fabricantes de camiões a fazer as medições do consumo de combustível de forma normalizada, a partir de 2019.

 

Com o regulamento de Monitorização e Comunicação, os dados de consumo de combustível dos camiões recentemente homologados serão monitorados e comunicados de forma padronizada. Alguns dos dados serão disponibilizados publicamente. Desta forma, a Comissão irá introduzir mais transparência no setor dos transportes e respetivas autoridades, aumentando também a concorrência entre os diversos fabricantes de camiões.

 

Transparência efetiva, fiabilidade dos valores VECTO e concorrência justa são características necessárias neste setor do mercado de veículos. O objetivo a longo prazo deverá ser a criação de um sistema onde os operadores possam facilmente obter informações fiáveis e certificadas sobre o veículo que pretendem adquirir. Para atingir este objetivo, será importante um período de transparência que permita o desenvolvimento e o uso do sistema, sem divulgar informações que não sejam de interesse público.

 

No seguimento do que foi apresentado, apelamos ao Parlamento Europeu e aos Estados-Membros para que reforcem a proposta da seguinte forma.

 

É importante e conveniente que o desempenho aerodinâmico e a resistência ao rolamento sejam monitorizados, comunicados e tornados públicos. No entanto, também a conformidade da produção relativa às emissões de CO2 deverá ser disponibilizada publicamente ou, mediante pedido, tornada acessível para terceiros. Para além disso, a eficiência do motor, do eixo e da transmissão deverão ser comunicados à Comissão e a média desses valores, que dão uma boa noção da eficiência, deverão também ser disponibilizados ao público. É também imprescindível a criação de um portal digital onde esteja disponível o perfil de eficiência global do novo veículo, com base em dados recolhidos segundo o Regulamento de Monitorização e Comunicação.

 

As melhorias propostas permitirão a obtenção dos seguintes benefícios:

 

● Os operadores de transporte terão acesso a melhores informações sobre o perfil de eficiência global do camião (tendo em conta a eficiência do motor, da transmissão e do eixo) e o motivo porque um modelo tem melhor desempenho do que o outro. Esta é uma informação valiosa que irá fundamentar as decisões de compra.

● Os novos camiões podem ser agrupados em “melhores” e “piores” ao nível de classes de desempenho, o que aumentaria o leque de escolhas e o desempenho das emissões.

● Sem incluir os dados de eficiência do motor neste Regulamento, não é possível definir um padrão de motor representativo.

● A transparência dos parâmetros de entrada permite que terceiros possam fazer a simulação do CO2 VECTO e verificar a economia de combustível, garantindo assim a fiabilidade dos dados. Pesquisas anteriores mostram que não há motivos para manter esses parâmetros em segredo.

 

Finalmente, recordamos a carta conjunta dos Ministros Nórdicos para o Clima, Transportes e Ambiente à Comissão solicitando feitos testes por terceiros. Esta oportunidade de reforma também deverá ser usada para dar aos operadores de transporte e terceiros uma melhor visão do desempenho real dos veículos. Desta forma, pedimos à Comissão que apresente um teste de estrada na próxima fase do VECTO - e que esses valores sejam comunicados e divulgados publicamente de acordo com o Regulamento de Monitorização e Comunicação. Isso permitirá que a Comissão e terceiros entendam até que ponto os fabricantes do equipamento original se estão a aproveitar das flexibilidades na atual proposta do VECTO.

 

Também gostaríamos de salientar que os ganhos de eficiência em CO2 podem e devem vir de muitas fontes e que a indústria de transporte rodoviário está muito dependente do que o mercado pode oferecer. É necessário mais trabalho, particularmente ao nível da UE, para avaliar como os ganhos externos aos veículos (por exemplo, combustíveis alternativos e incentivos à eficiência logística) podem ser implementados da melhor forma em toda a Europa.

 

É imperativo tornar mais transparente o consumo de combustível e as emissões de CO2 dos novos camiões homologados. O ponto de partida deve ser a transparência e não o sigilo, sendo que o primeiro passo nesse sentido passará por um regulamento ambicioso de monitorização e comunicação.

 

 

Signatários:

 

Asociación del Transporte Internacional por Carretera – ASTIC
Press contact: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias – ANTRAM
Press contact: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

European Association for Forwarding, Transport, Logistics and Customs Services – CLECAT
Press contact: Nicolette van der Jagt - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

European Federation for Transport and Environment – T&E
Press contact: Stef Cornelis - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Fédération Nationale des Transports Routiers – FNTR
Press contact: Isabelle Maitre - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Freight Transport Association – FTA
Press contact: Pauline Bastidon - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Koninklijke Federatie van Belgische Transporteurs & Logistieke Dienstverleners - FEBETRA
Press contact: Isabelle de Maegt - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Nordic Logistics Association - NLA
Press contact: Søren Hyldstrup Larsen - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Schenker France – DB Schenker
Press contact: Tariel Chamerois - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Transport and Logistics Netherlands - TLN
Press contact: Myriam Jans - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.">

 

 

Share
Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign