Quercus apela a transformar evento numa contribuição permanente para si, para Portugal e para o Planeta

A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza considera que iniciativas como o apagão da amanhã, sábado, dia 28 de Março organizado pela WWF (World Wildlife Fund for Nature) são importantes à escala mundial para chamar à atenção sobre as questões do aquecimento global e das consequentes alterações climáticas. Desligar as luzes de vários monumentos para amanhã entre as 20.30h e as 21.30h, é a proposta da WWF. Lisboa será uma das cidades aderentes. Ao mesmo tempo apela-se às famílias para desligarem as luzes de sua casa, durante o mesmo período.

 

A Quercus faz um desafio maior aos portugueses: uma verdadeira mudança de comportamentos a par de alguns investimentos que podem reduzir de forma significativa o seu consumo de electricidade ou gás, e consequentemente as suas emissões de gases com efeito de estufa. Podemos mostrar que cada cidadão pode também ser um motor de mudança do seu município e do país nesta matéria.

 

A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, escolheu um conjunto de recomendações, e, no caso dos agregados familiares, efectuou mesmo as contas associadas às poupanças permanentes de determinadas medidas.

 

Às 20.30h de amanhã, AS QUATRO MEDIDAS PRINCIPAIS são:

 

  • Tem lâmpadas acesas sem serem necessárias? DESLIGUE-AS
  • A televisão está ligada sem ninguém a ver? Ou está em stand-by? E os outros equipamentos de entretenimento? DESLIGUE TODOS OS EQUIPAMENTOS DESNECESSÁRIOS
  • Está a cozinhar ou vai cozinhar? COM A ÁGUA A FERVER PONHA O LUME NO MÍNIMO SÓ PARA MANTER A FERVURA E USE UMA PANELA DE PRESSÃO, SE POSSÍVEL
  • Registe quanto marca o seu contador de electricidade e coloque uma nota com a data e a hora e a respectiva medição (ou medições no caso de um contador bi-horário ou tri-horário). DAQUI A UM MÊS REPITA O PROCEDIMENTO.
    Fazendo a diferença, obterá os kWh de electricidade realmente consumidos nesse período. Este valor só assim pode ser obtido, dado que a facturação habitualmente é efectuada por estimativa. Multiplique por meio quilo cada kWh (contas simplificadas) e essas serão aproximadamente as emissões de dióxido de carbono do seu agregado familiar durante esse período. Ficará impressionado!

 

A seguir, pense naquilo que perdura em termos de conservação de energia e eficiência energética. Aqui seguem AS QUATRO PRINCIPAIS MEDIDAS:

 

  • Dirija-se a um dos quatro bancos aderentes e instale um equipamento de água quente solar que tem um apoio imediato de 50% na aquisição, acrescido de 30% de desconto no IRS, se o seu rendimento o permitir. O Ministério da Economia e Inovação afirmou à Quercus que os apoios e os valores anunciados são válidos recorrendo ou não ao crédito e para prédios ou vivendas, apesar de ainda estarmos a confirmar esta situação. Com o gás e/ou a electricidade poupados, o sistema fica pago ao fim de 2 a 3 anos e dura pelo menos uns 12 anos, senão bem mais.
  • Adquira uma tomada múltipla com corte de corrente para o seu televisor e outros equipamentos de entretenimento. Faça o mesmo se tiver computador ou outros equipamentos de informática.
  • Anule os pontos de luz que tem a mais e substitua uma lâmpada incandescente por uma lâmpada fluorescente compacta.
  • Comprometa-se pelo menos a andar 10 dias por mês de comboio, ou noutro transporte público, em vez de usar sozinho o automóvel.

 

E os resultados:

 

  • O recurso à água quente solar pode significar uma poupança anual por família de aproximadamente 1000kWh/ano, representando, em média, cerca de 20% do consumo total da família em electricidade e gás, o que, multiplicado por cerca de 3,6 milhões das famílias existentes no país, representa 3600GWh por ano. Se um quarto das famílias portuguesas fizesse este investimento poupar-se-iam 750 mil toneladas de dióxido de carbono/ano.
  • Se um televisor por família fosse desligado da corrente em vez de ser deixado em stand-by, conseguir-se-ia uma poupança de 70 mil toneladas de dióxido de carbono/ano.
  • Se uma lâmpada incandescente por família fosse substituída por uma lâmpada de alta eficiência, conseguir-se-ia uma poupança de 100 mil toneladas de dióxido de carbono/ano.
  • Se por mês uma pessoa da família utilizasse o comboio em 60Km em vez de ir de carro sozinha, conseguir-se-ia uma poupança de 420 mil toneladas de dióxido de carbono/ano.

 

O total destas quatro medidas permitiria poupar cerca de 1,34 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano, o que representa perto de 2,5% do cumprimento do Protocolo de Quioto por Portugal, que tem por base o valor de 60 milhões de toneladas/ano emitidas no ano base de 1990.

 

No âmbito da “Hora do Planeta”, o alerta é feito também para as autarquias, em particular quando:

 

  • a iluminação pública é excessiva;
  • está ligada durante o dia desnecessariamente por falta de sistemas de comando e controlo adequados;
  • não foram ainda feitas auditorias que a podem tornar mais eficiente procedendo por exemplo à substituição de lâmpadas de mercúrio por lâmpadas de vapor de sódio (mais eficientes).
  • Em Dezembro de 2009, na Convenção das Nações Unidas em Copenhaga, será discutido o futuro do planeta no que respeita às alterações climáticas. O objectivo é que a temperatura da atmosfera não aumente mais que 2ºC em relação à era pré-industrial (e já vamos com um aumento perto de 1ºC). 

 

Todos temos de ajudar. Transforme uma “hora pelo Planeta” em muitos dias por si, por uma maior independência energética de Portugal, e pelo Planeta…

 

 

Lisboa, 27 de Março de 2009

 

A Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

 

 

Share

Quercus TV

 

Espreite também o nosso Canal no VIMEO.

Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign