Greenpeace e Quercus exigem que o Governo Português actue contra o comércio ilegal de madeiras

Lisboa, 23 de Março de 2005 - Em sequência da acção de ontem em Leixões, que teve por objectivo chamar a atenção para o facto de Portugal ser uma porta de entrada de madeira ilegal, a Greenpeace e a Quercus pediram hoje uma reunião com representantes do Ministério da Agricultura e do Ambiente, a decorrer amanhã, 24 de Março, a bordo do navio da Greenpeace Arctic Sunrise.

 

pastedGraphic.pdf

As duas organizações estão a pedir ao novo governo para apoiar totalmente o plano de acção europeu FLEGT (1) - que tem como objectivo banir o comércio de madeira ilegal - e trabalhar em nova legislação europeia que proíba a sua importação. O Banco Mundial estima que as perdas para os países produtores de madeira, devido à sua exploração ilegal, atingem montantes na ordem dos 10 a 15 mil milhões de euros por ano (2). Este valor é comparável com os 10 mil milhões de euros que a CE canalizou para ajuda em 2002 (3).

 

Ontem expusemos publicamente que Portugal é a principal porta de entrada para a Europa de madeira ilegal proveniente de extracção destrutiva na Amazónia Brasileira. Mas isto é apenas a ponta do iceberg. Portugal é um dos maiores importadores europeus de madeira ilegal de extracção destrutiva das mais antigas florestas do mundo. O governo e a indústria devem agir agora para banir este tipo de comércio, referiu Andy Tait, um dos coordenadores da Greenpeace para as florestas, a bordo do navio Arctic Sunrise.

 

Ontem, activistas da Greenpeace e da Quercus bloquearam a entrada do navio Skyman no Porto de Leixões, numa tentativa de impedir a descarga de um carregamento de madeira proveniente de empresas envolvidas no abate ilegal e destrutivo na Amazónia. Escaladores desceram em rappel da ponte móvel de Leixões, bloqueando a entrada do navio no cais de descarga. 

 

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Data: 24 de Março às 12:30 horas

Local: A bordo do navio Arctic Sunrise no Porto de Lisboa (Santa Apolónia)

 

Para mais informações:

Cristina Bodas / Greenpeace: 0031 646 19 7331

Hélder Spínola / Quercus: +351 937788472 

 

 

 

Notas para o editor: (1) FLEGT (Forest Law, Enforcement, Governance and Trade) é o plano da União Europeia para banir o comércio de madeira ilegal (2) «World Bank (2002) Revised Forest Strategy» (3) «Annual report 2003 from the Commission to the Council and the European Parliament on the EC Development Policy and the implementation of External Assistance in 2002»

 

Comunicado anterior: 22/03/2005 - Greenpeace e Quercus bloqueiam carregamento de madeira da Amazónia e desafiam o Governo português a parar o comércio de madeira ilegal

 

 

 

Share

Quercus TV

 

Espreite também o nosso Canal no VIMEO.

Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign